Arquivo da tag: Oceano

Chuva de pedras

Olhando os passos que dei e
Todas as tentativas que arrisquei e não tive êxito
Não doem mais,
Aquelas feridas que achei que jamais cicatrizariam
E já não preciso ter medo da solidão e
Das suas armadilhas mais temíveis
Que provaram do meu sorriso mais contido,
Rindo das minhas constantes insistências ao erro

Costumava brincar com o meu presente,
Indiferente ao feliz ou triste
Não sabia nem se compensava observar o meu estado,
Quase inconsciente

Há provas espalhadas pelas páginas que ousei riscar
Folhas rasgadas deixei para trás
Tocando-as, vejo que o oceano havia se misturado à tinta da caneta
Toquei de leve a superfície fina do papel,
E aquele verso se desfez

Perdi a minha história
Sem lembranças, estremeço e
Ouso dizer que o passado fora com eles
Numa mistura de poesia com a dureza do alvo nublado
Eram as lágrimas dos pássaros que roubavam o meu ar
Tentando se libertar
Ousando me condenar em atos decadentes

O chão que pisava era o céu que me protegia
Quando os olhos tentavam se erguer às nuvens
Caiam sobre mim as pedras do concreto
Consumida por promessas que jamais se revelaram
Encontrei a tua sombra no meio da rua
Quis entender os sons que dentro de mim orquestravam
Estendi as mãos ao teu encontro
Nessa toada de segundos e quimeras
A luz que pensei vir do sol
Tocou a minha pele
Tornou-se dois em um só elemento.

“Can you imagine a time when the truth ran free?
The birth of a sun the death of a dream
Closer to the edge”.


Oceano no céu

O teu abraço é tão próximo que sinto à distância
Mesmo numa madrugada fria de inverno
O seu corpo me aquece e, ao mesmo tempo, me consome
Fico a lembrar do teu toque, e de nossas conversas.

A nossa história atravessará estações
Levando consigo o calor do verão, o frio do inverno
As folhas do outono e as paixões da primavera
E de noite, veremos estrelas em céus ausentes

Venha mergulhar no oceano límpido do céu
Andar sobre o mar inocente na terra
Compartilhe todos os dias e noites comigo
Seja muito mais que um abrigo

Leve-me para um lugar distante
Esconda as minhas fotos antigas
Bem no fundo do rio
Mergulhe-me no teu presente.

“I can’t do everything, but I’ll do anything for you
I can’t do anything ‘cept be in love with you”.


%d blogueiros gostam disto: