A lua que olhei

A lua é cúmplice da nossa história
Pra ela, somos protagonistas incansáveis
Seja de noite ou de dia
Seu brilho nos acompanha
No primeiro encontro, também estava lá
Só não reparei ou olhei pra nada
Parei e vi uma luz vindo na minha direção
Que, por sinal, tornou-se o brilho lunar que eu precisava
O amor, você sabe, tem fases
Começa como um sopro
Transforma-se em alegria
Depois vira um motivo pra seguir em frente
Há momentos crescentes
Situações minguadas
Conflitos que pegam em cheio
E, se for verdadeiro, aparece uma nova razão pra querer mais
Nosso amor não é de lua
E nem é montanha-russa
Mas tenho certeza que seus altos e baixos
Contrastes à parte
Fazem minha vida mais plena
Já decorei seu calendário
E tô com vontade de acertar teus ponteiros
Para o nosso relógio andar juntinho
Hoje, amanhã e um bocado de sempre.

Quando olho para o céu
Vejo formas que a natureza moldou
Você é uma delas!

written_in_the_stars_by_terribly-d3aad89

“Flame you came to me
Fire meet gasoline
Fire meet gasoline
I’m burning alive
I can barely breathe
When you’re here loving me
Fire meet gasoline
Fire meet gasoline.”

Anúncios

Sobre Jacqueroll

Brasileira com muito orgulho, apaixonada pela cultura japonesa (j-pop/Johnny's/dorama/manga/anime/nintendo/日本語), arashian (嵐) e gamer (RPGs). Ver todos os artigos de Jacqueroll

Obrigada por visitar meu blog de poesias. Se tiver algum comentário ou crítica, fique à vontade para comentar.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: