Sonhos distantes

Antes de querer realizar meus sonhos mais distantes, que é me tornar fluente em japonês e em inglês e morar uns anos no Japão, gostaria muito de ter uma relação mais saudável com a minha família, principalmente com meu pai. Não somos filha e pai há muitos anos, mas se for para determinar o início dessa relação conturbada, diria que começou na minha adolescência. Sempre tive um gênio difícil, daqueles que lutam para provar aquilo que acreditam e, por teimosia, acabam entrando em discussões sem fim. Claro que não me considero a única culpada por todos os problemas, até porque meu pai também tem seus defeitos. Uma das coisas que menos gosto nele é seu jeito autoritário de lidar com as coisas e até mesmo com os sentimentos. É estranho, mas ele costuma colocar sua autoridade acima de tudo, e a usa como arma para conseguir o que deseja. Desde aquela época percebo que me tornei alvo de suas frustrações e sua personalidade, no meu ver, tornou-se cada vez mais marrenta. O que isso quer dizer? Bem, ele costuma inventar motivos para me deixar mal quando ele mesmo não se sente bem por algum motivo. E para me atingir, ele tenta tirar tudo aquilo me faz bem ou me anima de alguma forma. Antes ele tinha mais poder sobre mim, que ele usava, por exemplo, para me proibir na cada de um antigo namorado ou para evitar que eu saísse à noite com amigos. Agora, aos meus 23 anos de idade, ele já não consegue me controlar assim, por isso ele acabou criando outras formas para que eu não faça o que eu quero.

Mas, sabe, não me importo muito com essas coisas. O que eu queria mesmo, do fundo do meu coração, é ter uma família unida, feliz e que todos pudessem contar um com o outro. Queria poder chegar em casa e abraçar meus pais, jantar com eles, contar como foi meu dia no trabalho ou no curso de japonês sem julgamentos e com toda atenção que qualquer filho gostaria de receber de sua família. Isso mesmo, queria muito que eles me ouvisse de verdade. Na maioria das vezes, falo, falo, falo, mas minha voz nunca chega em seus ouvidos, mesmo quando não estamos no meio de uma briga. Parece que não há interesse da parte deles. Porém, nesse sentido, tenho que reclamar mais da minha mãe. Ela quase sempre não se interessa muito pelas coisas que compartilho com ela e frequentemente julga minhas escolhas e conquistas. Isso é frustrante, é lógico. Mas eu a amo demais. Sem ela, nem estaria escrevendo este texto. Claro que nossa relação também é conflitante. Ela, assim como eu, tem um gênio forte, grita mais do que fala e não gosta de ouvir conselho ou opinião de ninguém. É teimosa demais. Mas nós quatro, meu irmão também entra nessa equação, somos muito teimosos. Imaginem os transtornos que enfrentamos por causa desse defeito em comum… Não é fácil.

Meu grande sonho é que minha família seja feliz em todos os sentidos e que meus pais tenham orgulho dos filhos que têm, não apenas de mim mas do meu irmão mais velho também. Com todos felizes, posso continuar a sonhar meus sonhos mais egoístas, mas que não deixam de ser os impulsos que me fazem seguir em frente. Agradeço a todos eles, sem exceção.

Anúncios

Sobre Jacqueroll

Brasileira com muito orgulho, apaixonada pela cultura japonesa (j-pop/Johnny's/dorama/manga/anime/nintendo/日本語), arashian (嵐) e gamer (RPGs). Ver todos os artigos de Jacqueroll

2 respostas para “Sonhos distantes

  • Grau

    Primeiramente.
    .*
    *
    *
    *
    *
    *
    *
    *
    *
    *
    *
    PAAAARAAABEEENNSSSS JACQUEEEEE!!!!
    DESEJO MUITA PAZ MEEEESSMO…. E SUCESSO PARA VOCÊ… TANTO AQUI NO BRASIL QUANTO NO JAPÃO!!! \o/

    Mas então… aqui em casa tambem tem essas discussões… mas eu acabei descobrindo que ficar quieto é a melhor solução…. não importa se estou certo ou errao. Não vai mudar nada mesmo. Mas claro que alguns assutos temos que dar continuidade na discussão, sei lá, as vezes não conseguimos segurar mesmo. Forças!

Obrigada por visitar meu blog de poesias. Se tiver algum comentário ou crítica, fique à vontade para comentar.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: