Nada além

Contra a parede te coloco tantas vezes
Só para ver a sua reação
Espero que você toque a minha face
E que me olhe profundamente – me beije
Como se fosse a última e a primeira vez
E depois não se arrependa
Minha vontade agora é tê-lo
Roubar todo o teu ar
Abraçar e jamais largar
Tê-lo e não perdê-lo para o tempo
E que todas aquelas cartas que escrevi
Pudessem ser queimadas
E o passado, esquecido
Todos os erros, apagados
E a lembrança daquele dia
Eu sei, ainda queima
A vida me pôs contra a parede
E tudo o que vi foram cinzas
Que a tua partida deixou
Li aquela história
E a cada palavra
Uma lágrima se formava – caia
E seu rosto eu via – distante
Como gostaria que nada tivesse acontecido
O instinto foi maior
Só pude deixar de resistir
Quando a certeza me acertou
Percebi que tuas palavras eram destinadas ao sol
E eu – lua – só vi penumbra
A sorte foi que reagi
E do amor, não desisti
Você que escreveu belas palavras
E nelas me perdi
Que pena – sou a lua
Fico escondida – sozinha
Esperando pra ser sua.

Anúncios

Sobre Jacqueroll

Brasileira com muito orgulho, apaixonada pela cultura japonesa (j-pop/Johnny's/dorama/manga/anime/nintendo/日本語), arashian (嵐) e gamer (RPGs). Ver todos os artigos de Jacqueroll

Obrigada por visitar meu blog de poesias. Se tiver algum comentário ou crítica, fique à vontade para comentar.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: