Confissões

É uma vontade imensa de gritar, de correr até o mar e mergulhar naquele oceano infinito. Sair dali e olhar o céu e te esperar voltar. Mesmo sabendo que o que espero é muito mais do que a sua presença, ou a sua imagem que formulo quando observo as estrelas. E que noite linda foi essa. Atrevi-me a deitar na areia sozinha, esparramar as mãos e cantar – aquela música que decorei só pra você. Onde está você agora? Nessa noite quase perfeita, se não fosse a sua ausência. Quero que o mar seja testemunha das minhas confissões. E ele sabe, o que faço é tanto e eu peco, meus pensamentos me aprisionam – confesso. Tenho certeza que se a água lhe contasse o que sinto, você voltaria e ficaria comigo nessa noite – deitado nessa areia fina – em silêncio, com a lua a testemunhar o verdadeiro amor e se encantar.

Anúncios

Sobre Jacqueroll

Brasileira com muito orgulho, apaixonada pela cultura japonesa (j-pop/Johnny's/dorama/manga/anime/nintendo/日本語), arashian (嵐) e gamer (RPGs). Ver todos os artigos de Jacqueroll

Obrigada por visitar meu blog de poesias. Se tiver algum comentário ou crítica, fique à vontade para comentar.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: